A luz do silêncio

11,00

AUTORE: Jenny Sousa
TITOLO:  A luz do silêncio
COLLANA: Antonello Di Carlo
GENERE: Autobiografia
PAGINE: 78
ANNO: ©2023 DI CARLO EDIZIONI
ISBN-13: ISBN 9791281201897
PREZZO: 11,00
DISPONIBILE FORMATO KINDLE AL LINK: https://amzn.eu/d/0OPTYjH

Descrizione

O meu silênio diz muito mais de muitas palavras.

Sou do tipo que brinca, briga, faz palhaçada, chora, erra, que pede desculpas e tento sempre resolver as coisas para que fique tudo bem. Mas quando eu chego ao ponto de me calar e me afastar de tudo é porque cheguei no meu limite.

Às vezes prefiro sair de cena para poder reorganizar minhas ideias, meus pensamentos e para isso tenho que ficar só na minha companhia e Deus.

Eu “Jenny  da Fonseca Jorge”, nasci a Caldas da Rainha, em Portugal, a 21 de setembro de 1979 e fui batizada a 28 de  outubro de 1979.

Nasci de uma família pobre, destruturada, no meio do alcool e também no ambito de prostituição. Minha mãe não teve forças para continuar a lutar por uma vida melhor, com três filhos e sem dinheiro para nos alimentar, por tantos maus tratos, um dia decidiu meter termo a vida tendo eu apenas três anos de idade.

Daquele momento para a frente, vivemos a meio de maus tratos, de diversos tipos e também a viver num ambiente de violação, motivo que me fez muitas vezes fugir de casa para me livrar das violações, sempre que conseguia fugir de casa, passava a noite na rua dormindo em Sao Martinho do Porto, ou dentro das casas de tecido na praia se era no verão ou então no parque infantil debaixo de um escorrega, voltando a casa no dia seguinte ou no outro dia, e assim foi a minha vida até aos meus 7 anos de idade.

Obviamente que não estou a escrever todo o meu percorso de vida, pois não é este o meu objetivo para a realização do meu livro. Mas sim o escopro de realçar e despertar a atenção do leitore que mesmo dentro de um vazio, de uma ausência, de uma perda, de uma ferida, que Deus está presente e como, e  eu sou testemunha viva dessa presença de Deus na minha vida. Por experiência própria, sei que quando vivemos momentos de alegria, de euforismo, dificilmente nos recordamos de Deus, mas quando existe alguma coisa que nos toca, que nos faz mal, aqui sim nos recordamos que Deus existe, mas um Deus ao qual lhe damos toda a culpa de tudo aquilo que nos acontece de male. Mas qual è a imagem que eu tenho de Deus?

 

BIOGRAFIA AUTORE

 

Jenny de Sousa uma criança, jovem e mulher, nasceu em uma pequena cidade da Estremadura em Portugal, no ano de 1979 no mês de setembro.

Não mais terá pensado que a sua vida se tornasse num inferno, como foi naquele dia no ano de 1982/83 onde para uma criança com apenas três anos de idade deveria lutar contra uma grandissima  perda e uma dore infinita nella sua tenra idade.

Pois acontece que esta criança assim tão pequenina venha a perder para toda a sua vida o seu “porto seguro”, sua mãe se apagou proprio à frente daquela criança ténera, reguila e muito viva.

Esta criança sabia, sentia dentro de si que esistia qualquer coisa que não se enquadrava no seu dia a dia, sabia que qualquer coisa de muito ruim estava para acontecer, só não esperava que a sua mãe  terminasse com a sua vida mesmo à sua frente, mesmo perante os olhos desta criança pequenina.

Uma criança que depois de qualquer tempo passado depois do suícidio de sua mãe. Sentiu o desejo de andar ao incontro de sua querida mãe e com apenas três anos de idade decidiu  pegar em todas as pilhas que tinha em casa, fez um buraco no chão onde as meteu todas nesse buraco, pois tinha imaginado que com os raios de sol ao bater nesse buraco onde enterrou as pilhas, que nascia uma escadas que chegava até ao céu e assim puder abraçar de novo a sua mãe. Mas tudo não passou de um desejo e de uma visão ilosória criada por esta criança.

No decorrer da vida desta criança hoje com quase 44 anos foram acontecendo tantas coisas bonitas e boas mas também tantas outras coisas muito mas muito brutas, horríveis e que deixaram várias feridas que não têm cura a não ser através do grande Amor de Deus, e o fato de saber que se é amada da parte de Deus com um Amor incondicional grandíssimo e misterioso que lhe  dá toda a força e capacidade de levar a sua vida para a frente mesmo dentro do sofrimento. Passados mais ou menos vinte anos depois, esta jovem sente de novo a dor de uma enorme perda, sente a “sua própria morte”, pois a partir  daquele dia toda a sua alegria desaparece no meio do nada, com a perda da sua filha carne da sua carne e sangue do seu sangue. Mais uma perda irreparável na vida desta jovem que sempre teve como companheira do seu caminho a dor, o sofrimento, “andar no mundo sem ser deste mundo”…

Mas esta jovem através do seu sofrimento encontrou o verdadeiro amor, passando das trevas à luz, nasceu de novo, e porquê?

Porque descobriu que Deus está sempre com ela, que a fez levantar de todas as suas quedas, lhe faz sentir o quanto é amada por Deus, o quanto Deus a deseja e próprio por este motivo permetiu que Seu Filho fosse morto numa cruz e depois de três dias o ressuscitou. Tudo isto por Amor, de fronte a esta jovem, e de todos nós tão grande é o seu Amor.

Uma jovem que viveu de tudo, que conseguiu praticar sempre o bem e tudo isto aprendeu de uma forma muito sofrida, mas dentro de tanto sofrimento encontrou Deus.

Foi escuteira por onze anos, onde procurou sempre fazer o bem mesmo a quem não conhecia e mesmo quando foi bombeira voluntária na sua cidade natal. Sempre muito atenta aos outros e para ela não era importante a quem seria feito, pois o bem deve-se praticar sempre.

Ainda hoje esta jovem tem a mesma forma de olhar da quando tinha somente três anos, guardando o infinito sempre com a esperança, que a alegria e a esperança nasçam nos corações de cada um de nós.

Recensioni

Ancora non ci sono recensioni.

Recensisci per primo “A luz do silêncio”

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *